Representa a divindade de Jesus Cristo que recobre a sua humanidade, de modo que, como afirma o Apóstolo São Paulo, “a plenitude da Divindade habita Nele corporalmente; Ele é a propiciação pelos pecados dos homens e, por Ele, nós chegamos a Deus e recebemos misericórdia” (cf. Colossenses 2,9; 1João 2,2; Romanos 5,2; Efésios 2,18; Hebreus 4,16).

Facebook Comments

Livros recomendados

Uma Teologia da HistóriaA importância de ser prudenteTeoria do Protecionismo e da Permuta Internacional