Não. Neste caso, Jesus apenas demonstra que tal ou qual ponto doutrinário pode ser provado pelo Antigo Testamento, o que não significa, evidentemente, que todos os pontos, sem exceção, podem ser provadas quer pelo Antigo, quer pelo Novo Testamento. Observe-se que não poucas vezes Jesus apela para a sua própria autoridade e não para a autoridade Bíblia. Deste modo, o máximo que se pode demonstrar nestes casos em que Jesus cita passagens do Antigo Testamento é que estas Escrituras possuem autoridade doutrinária, mas não que são a “única” autoridade.

Facebook Comments