A autoridade é exercida legitimamente quando procura o bem comum e emprega meios moralmente lícitos para o conseguir. Por isso, os regimes políticos devem ser determinados pela decisão livre dos cidadãos e devem respeitar o princípio do “Estado de direito”, no qual é soberana a lei e não a vontade arbitrária dos homens. As leis injustas e as medidas contrárias à ordem moral não obrigam as consciências.

Facebook Comments

Livros recomendados

A Minha IgrejaA Nova Era: Jesus Cristo, Portador da Água VivaOrdem