O cristão que morre em Cristo chega, no termo da sua existência terrena, à consumação da nova vida iniciada com o Batismo, revigorada pela Confirmação e alimentada pela Eucaristia, antecipação do banquete celeste. O sentido da morte do cristão manifesta-se à luz da Morte e da Ressurreição de Cristo, nossa única esperança; o cristão que morre em Cristo Jesus, vai «habitar junto do Senhor» (2Coríntios 5,8).

Facebook Comments

Livros recomendados

Laques – Eutífron – vol. 6AngústiaPoesia Reunida: 1985-1999