Propriamente, era judeus cismáticos, que tinham Templo e Altar estabelecidos no monte Garizim (na Samaria), de forma que não reconheciam a legitimidade do Templo e do sumo-sacerdote de Jerusalém. O cisma iniciou no tempo do rei Jeroboão, quando dez Tribos se destacaram da nação judaica para formar o Reino de Israel. Reconheciam como inspirados apenas o Pentateuco (com pequenas alterações quanto ao lugar do culto sagrado).

Facebook Comments

Livros recomendados

Religião sob suspeita, AO Canto do Violino – E Outros Ensaios InéditosA boa vontade