Jó foi um homem próspero do Oriente, da terra de Hus, pessoa simples e temente a Deus. Sua virtude na terra foi provada de todos os modos possíveis e inimagináveis, mas em todas essas provas, Jó foi o modelo da mais perfeita paciência e absoluta confiança em Deus. Por fim, o Senhor o recompensou ainda neste mundo, possibilitando que tivesse em dobro aquilo que havia perdido. Em razão de tudo isso, Jó morreu coberto de méritos (cf. livro de Jó).

Facebook Comments

Livros recomendados

O capital: Livro 1 – O processo de produção do capital (Vol. 2)OrdemA monarquia constitucional e a contribuição de José Bonifácio de Andrada e Silva