Os ministros ordinários do Batismo são o Bispo e o presbítero; na Igreja latina, também o diácono. Em caso de necessidade, qualquer pessoa pode batizar, desde que entenda fazer o que faz a Igreja e derrame água sobre a cabeça do candidato, dizendo a fórmula trinitária batismal: “Eu te batizo em Nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”.

Facebook Comments

Livros recomendados

A monarquia constitucional e a contribuição de José Bonifácio de Andrada e SilvaEuOs Males da Ausência