Enquanto as criaturas receberam Dele tudo o que são e têm, só Deus é em Si mesmo a plenitude do ser e de toda a perfeição. Ele é «Aquele que é», sem origem e sem fim. Jesus revela que também Ele é portador do nome divino: «Eu sou» (João 8,28).

Facebook Comments

Livros recomendados

Os Males da AusênciaMeditações para a Páscoa e PentecostesA Águia de Sharpe (Vol. 8)