Segundo o especialista em movimentos religiosos, Padre Oscar Quevedo,SJ, existem no Brasil, mais de 56 mil seitas e religiões. Em nosso país, segundo a revista protestante ECLESIA, edição n.91, já chegaram a um total de 17 mil denominações protestantes e segundo o teólogo Dom Estevão Bettencurt,OSB, “cada qual fundada para recomeçar o Cristianismo”.

É notável dizer que o brasileiro crê em tudo o que se vê, desde os curandeiros, falsos profetas, benzedeiros(as), pregadores oportunistas, gurus, falsos cristos e até em deuses e espíritos que não se vê.

Como o brasileiro gosta muito de pão e cinco, muitos espertalhões têm se aproveitado disso e de sua fé religiosa, divulgando e fazendo apologia de sua crença, e infelizmente tem tido êxito.

Em muitas dessas falsas doutrinas se destacam:

Esoterismo: Doutrina ou atitude de espírito que preconiza que o ensinamento da “verdade” (científica, filosófica ou religiosa) deve reservar-se a número restrito de iniciados, escolhidos por sua inteligência ou valor moral.

Ocultismo: Ciências dos fenômenos que parecem não poder ser explicados pelas leis morais, como por ex., a Levitação Telepática. As Artes Divinatórias ou Ciências Ocultas. Na verdade, tudo  isso é uma pseuda ciência.

Hermetismo: Doutrina ligada ao enosticismo, surgida no Egito no séc. I, atribuída ao deus Thot, chamado pelos gregos Hermes Trisme Gisto, e formada principalmente pela associação de elementos doutrinários orientais e neoplatônicos. Cristalizou-se num ensinamento secreto em que se misturam Filosofia e Alquimia. (Fonte: Dicionário Aurélio).

Nova Era: É conjunto de filosofias relativista, humanista e espiritualística. Dentro desse contexto segue a mística panteísta, politeísta e o sincretismo das religiões orientais. A sua principal tese é o fim da Religião Cristã. A sua conspiração contra a fé cristã e bem clara pela propaganda de um líder holístico para ter uma só religião mundial sob autoridade de um demônio chamado de Avatar-Maitreya. O ensino prático da Nova Era se vê em toda libertinagem sexual, drogas, abortos, desrespeito dos jovens aos pais, fim do casamento e nada de compromisso sério e permanente.

Qual é a Influência do ser Humano com toda essas Crenças?

Primeiro essas crenças está enraizada na cultura brasileira, por exemplo.

No Brasil, talvez a figura de crenças mais conhecida ou seja, a tradicional é a benzedeira, normalmente aquela simpática senhora conhecida no bairro por resolver desde uma diarréia infantil até afastar mau-olhado ou quebrante. Donas de uma tradição secular normalmente passada de mãe para filha, e ainda hoje estão sendo tão procuradas quanto no passado.

Para a benzedeira Isabel G. de F., 68 anos, em São Paulo, o movimento não para. Essa paranaense cresceu vendo seu pai benzer desde bebês até animais. Aos dez anos, descobriu que tinha os mesmos poderes de seu pai, ao benzer, de brincadeira, um homem que havia procurado a família para tentar curar feridas. A partir de então, não parou mais.

Seu ritual: Para cada benzedura diferente para cada mal, por exemplo: para dor de cabeça, ela usa água e um terço. O ritual da benzedura é simples e sucinto, mas que submete a ele garante eficácia comprovada. Diz um testemunho da dona de casa Maria Aparecida de 56 anos: “Quando estou com um problema, peço a ela para me benzer. E sempre melhoro”.

“Quando a medicina não mostra uma saída que agrade ao ser humano, ele busca uma saída que agrade ao ser humano, ele busca outro caminho. A morte é uma questão crucial e o homem é capaz de acreditar em tudo, menos encarar que é o seu fim”, diz Maria Helena Villas Bôas Concone, Antropóloga da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Essas crenças místicas estão no meio de toda a sociedade, desde os mais pobres, como nos mais ricos e poderosos, empresários, artistas, cantores, etc.

Um exemplo é o paranormal Thomas Green Morton, conhecido por toda mídia brasileira diz ele: “Não faço milagres. O poder de cura está dentro de cada um. Sou apenas um canal energético”. Explica.

Para evitar romarias em sua casa, Thomas só recebe amigos e pessoas recomendadas. Entre eles estão os cantores Caetano Veloso, Gilberto Gil, Rita Lee, Elba Ramalho, Gal Costa e Simone, as atrizes Íris de Oliveira, e Denise Dumont, a apresentadora Xuxa e o ministro do Supremo Tribunal Federal Sepulvera Pertence e sua esposa, Suely.

Essas pessoas são aquelas que você e sua família que fica perdendo tempo, e assistindo na TV, e idolatrando, pessoas sem fidelidade com a moral católica e sem a prática da santa missa, que manipula você e sua família.

O mago de ricos e famosos não estipula preços das consultas. Cada um paga quanto quer.

Como prova de seus dons, exibe a estátua intituida guerreiro da paz, fonte de sua energização. Também é céptico. Não acredita em nada que vê, diz Thomaz.

Diz a sentença latina: Vulgus vulti décipe. O povo gosta de ser enganado.

Mas o que está em moda no Brasil são as falsas profecias da esperta dama da futurologia. O mistério da Mãe Dinah, verdades ou mentiras?

Sem dúvidas mais mentiras, do que verdades. Isso se comprova com suas previsões erradas: Em 1984 – Falou que iria começar a III Guerra Mundial, e até hoje não começou. Falou que Collor fará um excelente governo. E mais ainda, ele teria pulso para comandar. Vai fazer valer sua autoridade e ninguém com dobrá-lo, profetiza. Acabou com um Impeachment, e auto-exílio em Miami. E para concluir, falou que 94 será melhor para Ayrton Senna, e  Senna morreu, depois de duas corridas sem vitória.

Afinal, suas previsões são vagas e evasivas, de duplo sentido. A  revista Veja lhe pediu uma previsão de tempo para este domingo em São Paulo. Ela respondeu: “Deve fazer sol, mas talvez chova”. Não é só meteorologia que tem problemas. É a futurologia que funciona assim. Explica Luadir Buafufi, professor de Lingüística da Universidade de São Paulo. “As frases de mãe Dinah têm duplo sentido. Quando ela diz que o sujeito terá sucesso, mas pode sofrer acidente, não tem como errar”, diz ele. Se houver sucesso, ela acertou. Se houver um acidente, também. Mãe Dinah é muito talentosa, cria frases de efeito sem se comprometer. Os acontecidos são adaptáveis ao que ela diz.

Sem a soma de dúvidas, se eu falar alguma coisa sobre o futuro, terei chance de acertar 50%, assim até eu.

É mais uma maneira de ganhar dinheiro fácil. Em meio de um povo que gosta de pão e cinco, e ter sua fé firmada em crenças, existem pessoas que exploram, em função de uma mistificação, típica dessas ocasiões em que o charlatanismo profissional se associa com a ignorância internacional.

Não há como negar, no entanto, que um terreno tão subjetivo como esse não seja o espaço perfeito para a proliferação de charlatães disposto a arrancar os últimos centavos de doentes desesperados. De uma simples prece com tais pessoas ditas “iluminadas”, você pode perder dinheiro, tempo, saúde, a fé e até a própria vida. Busquemos em Deus o Todo Poderoso e nos ensinamentos da Santa Madre Igreja, o conforto do nosso corpo e da nossa alma.

O que a Bíblia diz a Respeito de Todas essas Crenças?

A Bíblia diz que o diabo veio matar, roubar, e destruir (Jo 10:10). O diabo usa as seitas para destruí a santa Igreja Católica com a sua Sagrada Tradição e o  seu Sagrado Magistério. Usando esse tipo de crendice popular,  em 1 Samuel cap. 28:12, Saul estava separado de Deus, e sem comunhão, e estava desesperado vazio dentro de si. Sobrou uma alternativa consultar a médium. E a mulher controlada por demônio, enganou  Saul, dizendo ser Samuel. Todavia, a reação causou pavor da médium (v. 12) prova que ela sabia que nem ela nem qualquer outra médium poderiam de fato trazer alguém de volta dos mortos, e nem mesmo ver futuro, porque somente Deus sabe. Daí confiar a nossa vida só em Deus (Pr 16:1 2 9).

A Bíblia condena toda a necromancia e todo tipo de espiritismo, são severamente condenados como abominação aos olhos do Senhor Deus (Dt 18:9-12; Ap 22:15). Toda forma de crendices e espiritualismo, são condenados pelo ensinamento da Santa Igreja de Deus.

Atente para o conselho da maior autoridade do mundo em religiões, seitas e heresias o teólogo beneditino Dom Estêvão Bettencurt que afirma: “Não é necessário dizer o quanto essas concepções são contrárias ao cristianismo e muito perigosas para a vida espiritual do cristão”.(PR, n.230/1979, p. 61s).

Temos que mudar esse quadro de crendices no Brasil.

1 Orando e jejuando.

2 Pregar ao povo sobre a verdade que liberta que é Jesus Cristo (Jo 8:32; 14:6).

3- Cursos bíblicos e teológicos. Principalmente de Escatologia.

4- Cursos e retiros de espiritualidades. Para melhor conhecer a espiritualidade da riqueza católica. Aqui entra o entendimento profundo da Santa Missa e dos Sacramentos.

5- Estudos sobre o Catecismo da Igreja Católica.

6- Estudos sobre a História da Igreja.

7- Estudos sobre a realidade brasileira com sua cultura de morte.

8- Estudos sobre religiões, seitas e heresias.

9- Ler bons livros de autores católicos sobre o assunto. Exemplo: Prof. Felipe Aquino. E-mail: [email protected] Tel/fax: (12) 3152-6566.

10- Ser assinante de boas revistas da doutrina católica. Exemplo: Pergunte e Responderemos do renomado teólogo Dom Estêvão Bettencurt,OSB.

E-mail: [email protected]  Tel: (21) 2206-8283.

11- Site para navegar na doutrina católica: www.veritatis.com.br

www.sobresites.com/catolicismowww.apologeticacatolica.cjb.net  e

www.pelafe.net (clique em Padre Inácio).

Dentro desse contexto podemos ter certeza, o império das trevas sai perdendo. Vamos trabalhar em prol da salvação das almas já!

Afirma o Doutor da Igreja São Bernardo de Claraval: “O lobo é ovelha na lã, raposa nas entranhas e lobo nas obras”.

Pe. Inácio José do Vale

Pároco da Paróquia São Paulo Apóstolo

Professor de História da Igreja

Faculdade de Teologia de Volta Redonda

E-mail: [email protected]

Fontes:

Pergunte e Responderemos, n.528/2006, p.16.

Veja, 02/04/1997.

Veja, 13/03/2002.

Época, 02/09/2002.

Galileu, julho/2002.

Istoé, 10/07/2002.

Istoé, 27/03/2002.

Istoé Gente,29/04/2002.

Época, 19/05/2003.

Facebook Comments

Livros recomendados

Édipo MiméticoDispersão & Outros Poemas (18)A monarquia constitucional e a contribuição de José Bonifácio de Andrada e Silva