Esta obra, escrita em grego, uma das colunas da teologia patrística, era, há até pouco tempo, apenas conhecida pelo título (v. Eusébio de Cesaréia, História Eclesiástica V,26), até que foi descoberta uma versão armênia em 1904 (publicada em 1907), tornando o magnífico texto novamente acessível.

A obra, de certa forma, ser dividida em duas grandes partes; na primeira (até o capítulo 41), Ireneu discorre sobre a fé cristã (Deus, Trindade, criação e pecado original, redenção) em oposição à falsa gnose; na segunda parte, segue-se uma argumentação comprobatória do anúncio de Cristo, dirigida aos judeus, tomando por base o Antigo Testamento. Assim, verificam-se as etapas da História da Salvação, expostas com clareza, sem afetações nem digressões.

Digno de destaque é a atestação de elementos teológicos próximos da tradição judaica: a cosmologia angélica dos sete céus, relacionada com os sete dons do Espírito Santo de Is. 11,2 e com a tipologia do candelabro de sete braços (cap. 9); ou a exegese de querubins e serafins de Is. 6 em referência ao Logos e ao Espírito Santo (cap. 10). Além disso, retrata a atividade missionária dos apóstolos e a vocação dos pagãos (caps. 86-97), concluindo com um apelo à defesa da pregação da verdade contra os hereges e remetendo o destinatário, Marciano, à sua obra mais conhecida: Contra as Heresias.

Para elaborar esta obra, Ireneu certamente fez uso de escritos anônimos mais antigos; e, assim, alcança seu objetivo: instruir, argumentar e defender a fé cristã, sem, contudo, se enveredar na polêmica. Com efeito, pode-se dizer que “Demonstração da Pregação Apostólica” representa uma obra de lucidez na compreensão da fé, de equilíbrio (em face da mística mórbida da gnose), de atualidade sempre real, graças ao caráter bem fundamental das perspectivas teológicas de Ireneu.

Para tornar ainda mais agradável a leitura, o texto aqui apresentado estará dividido em cinco partes: prólogo, catequese apostólica, demonstração profética, boa nova e conclusão.

Bibliografia: B. Altaner; A. Stuiber. “Patrologia”. Paulinas, 1972. – J. Liébart. “Os Padres da Igreja – vol. 1”. Loyola, 2000. – C. Moreschino; E. Norelli. “História da Literatura Cristã Antiga Grega e Latina – vol. 1”. Loyola, 1996.

Facebook Comments

Livros recomendados

Senhor, Tende PiedadeNamoroIdéias e Crenças