A Igreja Apologética

Igreja de Cristo: corrompida?

Written by Veritatis Splendor
  • Autor: Pe. Arthur W. Terminiello
  • Fonte: Livro “The 40 Questions Most Frequently Asked about the Catholic Church by Non-Catholics” (1956) / Site “Una Fides, One Faith” (http://net2.netacc.net/~mafg)
  • Tradução: Carlos Martins Nabeto

– Não é verdade que a Igreja Católica tornou-se tão corrupta antes do século XVI, que desde então não é mais a Igreja de Cristo?

Os chamados “reformadores” [protestantes] selecionaram diferentes pontos da História nos quais eles supõem que a Igreja de Cristo teria se corrompido. Não importando qual o ponto selecionado, deve-se admitir que, até aquele momento específico, a Igreja Católica (a única existente na época) era a verdadeira Igreja de Cristo. Admitir CORRUPÇÃO ou APOSTASIA, é dizer que Cristo falhou em estabelecer uma Igreja, quer porque Ele não PODERIA, quer porque Ele não CUMPRIRIA a sua promessa.

Três textos das Escrituras provam que Cristo prometeu que a sua Igreja permaneceria até o fim dos tempos:

1) Mateus 28,18-20: Cristo promete que Ele mesmo permanecerá com a Igreja até a consumação do mundo;

2) Mateus 16,18: Cristo promete a Pedro que edificará sua Igreja sobre ele como uma pedra e que as portas do inferno não prevalecerão contra ela;

3) João 14,16: Cristo promete enviar o Espírito Santo para permanecer para sempre com a Igreja.

Essas promessas foram feitas pelo Filho de Deus e, portanto, Ele tinha a INTENÇÃO de mantê-las como de fato era CAPAZ de mantê-las.

Embora indivíduos, grandes grupos de homens e até mesmo nações inteiras tenham apostatado de Deus, nunca poderemos dizer que a própria Igreja apostatou, pois isso significaria afirmar que Cristo não cumpriu as suas promessas.

Facebook Comments

Livros recomendados

A Cura das Feridas SexuaisSete Mentiras Sobre a Igreja CatólicaCatecismo anticomunista

About the author

Veritatis Splendor