SOBRE A SUCESSÃO APOSTÓLICA (Republicação do dia 23/12/2002)

Eis uma das grandes riquezas da Santa Igreja Católica: sua história, sua tradição, seus 2000 anos de história representados por esta ilustríssima lista de todos os Sumo Pontífices que governaram a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo, existem vários documentos que relatam a seqüência dos Papas, como por exemplo a Bíblia, enciclopédias, jornais, revistas, etc…

Na enciclopédia Barsa, volume 12, página 43, pode-se encontrar uma lista com todos os Papas, desde São Pedro a João Paulo II. Existem documentos históricos que comprovam a sucessão; desses podemos destacar a obra “Contra as Heresias” (Adversus Haereses) de Santo Irineu de Lião, escrita por volta de 180 d.C., século II, este escrito dá um testemunho da lista de Papas, desde o primeiro bispo de Roma, São Pedro até o bispo contemporâneo da obra de Santo Irineu, Santo Eleutério, 12º sucessor do bispo de Roma; a obra “Liber Pontificalis”, escrito no século VI, apresenta uma lista de São Pedro até Félix II (526-530), esses documentos são respeitados pela história oficial. Confira a lista abaixo alguns dados biográficos dos Papas, de São Pedro a João Paulo II. Serão mostrados os testemunhos patrísticos que confirmam a sucessão apostólica, existem vários documentos que comprovam que a Igreja de Jesus Cristo não acabou após a morte dos apóstolos, não podemos nos esquecer que em Mateus 28,19-20 Jesus Cristo disse aos apóstolos: “Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo.” Notemos para o “ATÉ O FIM DO MUNDO”, Para isso tornar-se-ia necessária a ordenação de pessoas para continuar nesta missão. Quando Nosso Senhor disse que estaria “convosco” (os apóstolos) até o fim do mundo, ele quis dizer que estaria com a sua Igreja, que é formada por seus 12 escolhidos inicialmente e posteriormente por seus sucessores da lista que segue.

Mesmo a história confirma a sucessão apostólica ao longo dos vinte séculos de cristinianismo e que o Papa sempre foi a figura central da Igreja fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Através de pesquisas feitas em escritos dos sacerdotes dos primeiros séculos da era cristã como por exemplo Santo Inácio de Antioquia, Santo Irineu de Lyon, São Cipriano, São Justino, São Clemente de Roma, Santo Agostinho, e inúmeros outros comprovam que a Igreja fundada por Jesus Cristo da forma como é narrada na Bíblia, ja era uma instituição organizada e hierarquizada. Muitos confundem o termo religião com igreja; na verdade igreja é uma instituição, um conjunto de pessoas com determinado fim, no caso da igreja seu fim é doutrinar a humanidade, já a religião é mais abstrata, ela é um conjunto de idéias, ela corresponde à doutrina pregada na igreja.

Assim, Cientistas Políticos, Sociólogos, etc constataram que o catolicismo é constituído de uma doutrina (uma religião) pregada por uma Igreja (a Igreja Católica no caso), já o cristianismo é uma religião, composto pela Igreja de Jesus Cristo, que como foi visto é a Igreja Católica Apostólica Romana, e pelas demais igrejas que incorreram em cisma, heresia ou apostasia, mas se dizem cristãos, como o protestantismo (que é composto de milhares de “igrejas”), a gnose, a Igreja dita Ortodoxa e vários outros. A genuína doutrina cristã se confunde com a doutrina pregada pela Igreja Católica, ou seja, catolicismo e cristianismo genuíno se confundem.

A lista está na ordem cronológica e dividida por séculos para facilitar a pesquisa, não estão incluídos os anti-papas, que foram clérigos eleitos ilegitimamente, ou seja, nesse caso houve uma usurpação do cargo pontifício, a lista que se segue foi retirado da obra “A Igreja do Deus vivo – Curso bíblico popular sobre a verdadeira Igreja” da Editora Vozes, por Frei Battistini. A lista foi dividida em séculos, clique nos séculos para acessá-la.

Facebook Comments

Livros recomendados

A senhoriaLaques – Eutífron – vol. 6O Segredo de Maria (Cléofas)