Respostas Católicas

Não é contraditório se consagrar a maria e não a deus?

– Recentemente encontrei alguém que se consagrou a Maria. Embora ela tenha tentado me explicar esse procedimento, eu não entendi. Vocês poderiam explicar o que isso significa e onde a Igreja prevê isto? (Anônimo).

Em um sentido absoluto, você só pode se consagrar a Deus porque somente Ele tem o direito da total dedicação e entrega de alguém. No entanto, às vezes a consagração a Deus é realizada através da Virgem Maria ou outro santo, não porque você não pode se consagrar a Deus de outra maneira (todos os cristãos são consagrados a Deus no batismo), mas como um ato especial de devoção ao santo.

A consagração a Maria é muitas vezes efetuada através de um ato de devoção promovido por São Luís de Montfort. Em seu "Dicionário Católico de Bolso", frei John Hardon cita o seguinte do ato de consagração:

"Eu, (nome), infiel pecador, renovo e ratifico hoje, em vossas mãos, os votos do meu batismo. Renuncio para sempre a Satanás, suas pompas e suas obras, e dou-me inteiramente a Jesus Cristo, Sabedoria Encarnada, para segui-Lo levando a minha cruz, em todos os dias de minha vida. E, a fim de Lhe ser mais fiel do que até agora tenho sido […] escolho-vos neste dia, ó Maria Santíssima, em presença de toda a corte celeste, para minha Mãe e minha Rainha. Entrego-vos e consagro-vos, na qualidade de escravo, meu corpo e minha alma, meus bens interiores e exteriores, e até o valor de minhas obras boas passadas, presentes e futuras, deixando-vos direito pleno e inteiro de dispor de mim e de tudo o que me pertence, sem exceção, a vosso gosto, para maior glória de Deus, no tempo e na eternidade. Amém".

Alguns – em especial, os protestantes – têm problemas com isto. Eles acham que não há nenhuma vantagem em:

1. Ir a Jesus por Maria, quando você pode ir diretamente a Cristo;
2. Dedicar-se a servir Maria "ao invés de" servir a Cristo.

Os protestantes que fazem essas duas objeções não estão compreendendo o que ocorre na consagração a Maria. Embora eles admitam que esta consagração na verdade é dirigida a Cristo, ficam escandalizados com a idéia de que se dá através de Maria.

Há algumas coisas que devemos ter em mente. Primeiro: a questão não é se vamos a Jesus por Maria ou se vamos diretamente a Jesus. Podemos fazer as duas coisas: assim como eu posso orar diretamente a Jesus, posso também pedir a você que peça a Jesus por mim na sua oração.

Segundo: ter Maria ou outro santo como patrono especial não interfere na minha devoção a Cristo assim como a lealdade a uma figura terrena (um amigo, um empregador, um líder político) não significa necessariamente deslealdade a Cristo. Paulo disse aos escravos de seus dias que servir aos seus mestres terrestres era servir a Cristo (Efésios 6,5-8; Colossenses 3,22-25).

Portanto, a questão não é se servimos a Maria ou a Cristo, assim como a questão também não é se servimos a Deus ou o próximo. Os dois grandes Mandamentos dizem que devemos fazer os dois.

Veja também  Leitor pede nossa opinião sobre a crise na igreja