Olá, eu queria saber a respeito do uso da cruz. Sabemos que o catolicismo permite o uso da cruz, mas o que eu quero saber é: o protestantismo permite o uso da cruz? (Júlio César)

Prezado Júlio César,

A paz de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!

A cruz é possivelmente o maior símbolo cristão. Ela nos faz lembrar da salvação que foi obtida para nós através do sacrifício de Jesus Cristo. Lembra-nos a imensa dor que Ele suportou por amor a nós. Uma interpretação mais propriamente simbólica nos permite dizer que a haste vertical da cruz representa o nosso relacionamento com Deus, sendo Cristo não só o único mediador entre Deus e os homens, mas também o maior exemplo de como esse relacionamento pode e deve se dar. Já a haste horizontal evoca o relacionamento entre os homens, a ser calcado na solidariedade, no desprendimento, na doação e no amor, virtudes plenamente personificadas em Cristo e das quais Ele também constitui nosso maior exemplo.

Não obstante a importância da cruz para a fé cristã, podemos observar que, quanto mais os cristãos se afastam da Igreja Católica, menos valor se dá à cruz enquanto símbolo da nossa fé. Essa desvalorização da cruz se pode observar especialmente na liturgia e na arquitetura das igrejas protestantes: quanto mais tradicional a denominação, mais próxima ela se encontra da Igreja Católica; e quanto menos tradicional (e mais modernista) a denominação, mais longe ela se encontra da Igreja Católica. No caso das igrejas protestantes tradicionais, essa proximidade, ainda que seja apenas do ponto de vista histórico ou cronológico, faz com que diversos elementos simbólicos da Igreja Católica sejam conservados, como as já citadas liturgia e arquitetura, além da cruz. Mas é interessante notar que as igrejas de orientação reformada (calvinista), por romperem de forma mais profunda com o catolicismo, tendem a usar somente a cruz “vazia”, simbolizando especialmente a ressurreição de Jesus. O crucifixo, por ser ampla e tradicionalmente utilizado na fé católica e profundamente identificado com o catolicismo, raramente ou mesmo nunca é utilizado nas igrejas reformadas. Essa ausência do crucifixo é deveras lamentável, pois ele simboliza todo o sofrimento que Cristo padeceu — e de certa forma continua padecendo — por nós. O crucifixo também nos inspira a humildade, a resignação, a piedade, a fé e uma série de outras virtudes. Por outro lado, é importante salientar que as igrejas luteranas e anglicanas, sobretudo as mais conservadoras (pois há anos o progressismo vem se alastrando no luteranismo e no anglicanismo, infelizmente) ainda fazem uso do crucifixo.

Em suma: quanto mais tradicional for a igreja protestante, maior será o uso e a importância da cruz (e, em alguns casos, também do crucifixo). E conseqüentemente, quanto mais “moderna” for a igreja, menor será a presença da cruz.

Sugiro que você faça uma pesquisa na Internet (no Google, por exemplo) por imagens internas e externas de igrejas protestantes, e então você poderá comprovar o que estamos dizendo. Você pode também visitar algumas igrejas da sua cidade, desde as mais antigas e tradicionais até as mais recentes, aproveitando para comparar a liturgia e a arquitetura dessas igrejas com a teologia que elas ensinam e professam. Essa análise comparativa poderá lhe ser bastante interessante e proveitosa. E lembre-se que o apreço à tradição e às nossas raízes será sempre um poderoso antídoto contra a secularização e a apostasia que grassam em nossos dias.

Leia também [no site do Apostolado Veritatis Splendor]: RESPOSTAS AOS PROTESTANTES QUANTO AO USO DA CRUZ NO PEITO

Fique com Deus.

Fraternalmente,

Facebook Comments

Livros recomendados

Curar-se Para Ser FelizA Lenda de João, o AssinaladoRetorno e Saída