Caro leitor do Veritatis Splendor, mais uma vez publicamos obras diversas da doutrina da Santa Igreja, mas de igual importância para o combate pela Fé.

Disponibilizamos anteriormente o texto “Obra “A Grande Verdade” e artigo sobre o comunismo no Brasil” que divulga o livro do Coronel do Exército Brasileiro Aluísio Madruga de Moura e Souza, o qual relata (com autoridade de quem esteve nos combates) as competentíssimas ações do Exército Brasileiro para desbaratar um foco de guerrilha na região do Araguaia, da qual fazia parte o agora eleito deputado federal e ex-guerrilheiro José Genoíno (PT-SP).

Graças a nossos militares, hoje não padecemos (pelo menos por enquanto) da ação criminosa das FARCs. (Clique em https://www.veritatis.com.br/article/3816 e veja o artigo sobre o livro).

E agora apresentamos o livro “A Grande Mentira” do Gal. EB Agnaldo Del Nero Augusto. Esta obra relata um período mais amplo da ação comunista no Brasil em relação à obra do Coronel Aluísio, já que esse de dedica a relatar a presença das Forças de Guerrilha no Araguaia.

O livro é editado pela Bibliex e pode ser adquirido no site http://www.bibliex.com.br/. É possível também em outras livrarias, no entanto é mais certo de encontrá-lo na própria Bibliex e na livraria cultura (www.livrariacultura.com.br). Para facilitar eis alguns dados do livro: Título: “A Grande Mentira”, autor: Agnaldo Del Nero Augusto, Editora Bibliex, código ISBN: 8570112890.

Nós, desta geração que não viveu as décadas de 60 e 70 deste findo século XX, somos bombardeados por informações de que o período militar foi uma ditadura imposta pelo governo americano. Todavia, nossos pais e avós bem sabem que nesse período o Brasil vivia uma agitação criminosa semelhante àquela que o estado de São Paulo passou no início de 2006 causada pelo grupo PCC comandada pelo intelectual do crime Marcola.

Caro leitor católico, nós passamos a vida escolar ouvindo essas informações daqueles que se dizem vítimas do regime militar. Que tal agora conhecermos o outro lado da moeda? Não sejamos massa de manobra destes comunistas hipócritas. Ouvimos a versão desses comunistas, agora vamos ouvir a versão daqueles que combateram esses que se dizem vítimas, e façamos assim um julgamento imparcial da história. Ouvimos o PT, o PCB, os historiadores comunistas; vamos ouvir agora os próprios militares e também aqueles (nossos pais e avós) que viveram esse período sem aderir a essa ideologia satânica chamada comunismo. Consultem também os arquivos dos jornais da época anterior ao regime de 1964, vejam o exemplo o que diz a Folha de São Paulo na data de 20 de março de 1964, clique em http://almanaque.folha.uol.com.br/brasil_20mar1964.htm. Nessa reportagem saiba o que foi a “Marcha por Deus, pela Família e pela Liberdade”, a qual reuniu 500 mil pessoas contra o comunista João Goulart aos gritos “1,2,3, Brizola no Xadrez” e “Verde-Amarelo, sem foice e martelo”. 

Poucos sabem que nas décadas de 60 e 70, os grupos criminosos que buscavam instalar uma ditadura comunista aos moldes da ilha-prisão de Fidel Castro, eram mais numerosos do que hoje. Cito como exemplo: VANGUARDA POPULAR REVOLUCIONÁRIA (VPR), COMANDO DE LIBERTAÇÃO NACIONAL (COLINA), AÇÃO LIBERTADORA NACIONAL (ALN), etc… Clique em http://www.ternuma.com.br/historia.htm#3 e veja uma lista com as organizações terroristas mentoras de vários atentados, assassinatos, seqüestros, roubos. Mas o pior é constatar que vários desses terroristas estão hoje no cenário político nacional a exemplo de Fernando Gabeira (PV), José Genoíno (PT), José Dirceu (PT), Antônio Palocci (PT). O mais grave ainda é saber que membros do clero católico estiveram dando apoio a esses terroristas como é o caso do ex-Frei Betto, condenado na Sagrada Congregação para Doutrina da Fé, e de Frei Betto, que foi condenado por assalto a mão armada durante o regime militar e agora posa de mártir da luta contra os militares, mas apoiava (e ainda apóia) a ditadura do assassino Fidel Castro e também do terrorista Ernesto Che Guevara, autor de vários assassinatos na América Latina.

Alguns movimentos de bardeneiros eram apoiados inclusive pelo próprio Presidente João Goulart, assim como hoje o Presidente apóia os movimentos terroristas MST e fazem parte do chamado Foro de São Paulo, do qual fazem parte junto com o PT, as FARCs e outros terroristas da América Latina. Veja o que é o Foro de São Paulo em

Exortamos ao leitor do Veritatis Splendor que pesquise a ação destes criminosos que agora se passam por heróis. Já ouvimos muito de professores e historiadores que fazem apologia a esta doutrina criminosa chamada marxismo. É hora de ver o outro lado da moeda…

Publicamos, com a gentil autorização do autor, o General Agnaldo Del Nero Augusto, a sua Biografia, a apresentação do livro, o sumário e o prefácio. Veja logo abaixo:

Facebook Comments

Livros recomendados

NamoroReligião: Ópio do Povo?Senhor, Tende Piedade