Pressupõe, certamente, a existência de um Deus pessoal, que não se confunde com o mundo ou com as coisas criadas (panteísmo), por serem naturalmente coisas mutáveis e delimitadas, que só podem ter sua origem fora de si. Portanto, não é possível haver Revelação divina sem existir um Deus pessoal que queira revelar-Se a Si mesmo.

Facebook Comments

Livros recomendados

A Hora das HidroviasBriggflattsRetratos do Império