A “Taxa Camarae seu Cancellariae Apostolicae”, ou mais abreviadamente “Taxa Camarae”, seria – em tese – um breve documento de caráter simoníaco atribuído ao Papa Leão X (1513-1521), composto por 35 pontos, onde ficaria demonstrado que a Igreja Católica, no período da Reforma Protestante, oferecia a absolvição dos pecados mais graves em troca de determinadas somas em dinheiro, que deveriam ser recolhidas ao Tesouro pontifício.

Em suma: seria uma espécie de lista de preços para a obtenção da absolvição dos pecados mais graves e infamantes.

Facebook Comments