Este gênero não pretende ser “crônica histórica”, no sentido literal do termo, de modo que quando apresenta uma história, ainda que cite datas, locais ou personagens (muitas vezes aparentemente “erradas”), o faz apenas com o intuito de edificação religiosa, catequético, para colocar em relevo o valor ou significado religioso desse “fato”.

Facebook Comments

Livros recomendados

Do outro lado do rio, entre as árvoresOrdemEspiritismo e fé