Obras

Segundo sermão sobre as coletas

Caríssimos, o mandamento que vos ensinamos e no qual exortamos como pastor vos é conhecido e familiar: que estejais comprometidos com o exercício da misericórdia. Ainda que isto nunca tenha sido negligenciado por vossa santidade, agora, todavia, deveis vos empenhar com maior presteza e maior generosidade: porque o primeiro dia das coletas, instuição muito salutar que remonta aos santos Padres, exige que cada qual, na medida que prometeu e que lhe é possível, ofereça parte de seus recursos para as necessidades e para a alimentação dos pobres. Vós sabeis que, além do batismo da regeneração, no qual foram lavadas as manchas do pecado, nos foi divinamente concedido este remédio para a fraqueza humana: qualquer culpa contraída durante a permanência terrestre é apagada pelas esmolas. Com efeito, as esmolas são obras de caridade e sabemos que “a caridade cobre uma multidão de pecados” (1Pd 4,8). Por conseguinte, caríssimos, preparai cuidadosamente, para a próxima segunda-feira, vossas doações voluntárias, a fim de que possais reencontrar multiplicados na vida eterna os bens temporais de que vos despojareis.


Livros recomendados

Imitação de CristoEu Rezei por TiO que são os evangelhos?





Veja também  Nota sobre a expressão "igrejas irmãs"

About the author

Veritatis Splendor