Dizem os espíritas que o ser humano é formado por corpo, alma e períspirito. Este último seria uma espécie de “grude” ligando o corpo e a alma. Uma análise de tal substância (?!) revelaria preciosas informações sobre o estado de ânimo e mesmo sobre a “evolução espiritual” da pessoa. Assim, é que se fala, por exemplo, em “leitura” da áurea, bioplasma, ectoplasma, períspirito ou coisa que o valha !

Pois bem. Eis que na Rússia, médicos, ao examinarem um paciente, através da chamada Câmera Kirlian, viram-se diante de uma certa imagem luminosa envolvendo o paciente. Foi o bastante para os espíritas saírem com mais uma de suas fabulosas explicações: era o retrato da áurea. A prova definitiva e irrefutável. Logo pipocam as publicações kardecistas sobre tão importante descoberta ! Divulgaram (e ainda há quem divulgue!) o máximo possível aquelas imagens que ficaram conhecidas como “Fotografía Kirlian”.

No entanto, já em 1996, cientistas como o argentino Norberto Loza conseguiam “fotografar a áurea” de plantas e até de chaves metálicas. Sim, na verdade qualquer objeto que conduza calor pode ter sua “áurea fotografada” pelo processo das Câmera Kirlian. Logo se vê que estamos diante de mais um absurdo espírita, pois seria insensatez total considerar, por exemplo, que uma chave metálica possua “períspirito ligando seu corpo a sua alma”.

Mais uma vez é a palavra da ciência derrubando os postulados espíritas.

Eis como o Sr. Norberto Loza inicia o seu artigo:

“Realmente surpreende que tantos investigadores de fenômenos paranormais (sérios e não tão sérios) se tenham deixado enganar durante tantos anos por um dispositivo tão simples como este”.

Em seguida, passa a demonstrar como funciona o dispositivo das “Fotografías Kirlian”. Se um imagem vale mais do que mil palavras, limitamo-nos a exibir as figuras abaixo:

Já se passam anos… e as publicações espíritas ainda não vieram se retratar perante seus ávidos leitores. Esperamos que não tardem. Quem foi tão rápido e eficiente para divulgar um acidente (fraude ?) como prova disso e daquilo, também deveria agir de igual modo na hora de se retratar. Fica-se na expectativa.

Facebook Comments

Livros recomendados

A quedaAnunciar o Evangelho – Mensagens aos CatequistasA vida é traição