Crônicas

Cidade Nova na terra é Babel

– A verdadeira Cidade Nova é a Jerusalém Celeste, na qual brilham a Justiça e a Paz, que vem de Deus. Toda tentativa de construir aqui neste mundo o Paraíso de nossos primeiros pais sempre trará a marca do Encardido, de Satanás, que os seduziu justamente com essa promessa inalcançável e demoníaca, que é a de substituir a Justiça de Deus

Sou assinante da revista Cidade Nova, do movimento Focolares, e desde a morte de sua fundadora, Chiara Lubich, em 2008, percebe-se um viés cada vez mais “horizontalizante” (perdoem-me o neologismo) no editorial da revista. Fica cada vez mais evidente o esvaziamento espiritual no tratamento dos temas propostos pela revista. Por exemplo, na última edição há uma matéria sobre perdão (pág. 7) em que não se fala uma só vez em Deus, em sacramento, em confissão ou, sei lá, em espiritualidade. É possível, aos olhos da nova editoria da revista, falar de dependência de drogas (pág. 12-14) sem fazer menção uma única vez ao conceito virtude e falando uma única vez que dependência é vício, horizontalizando novamente o assunto. Mais: essa reportagem deixa até um cheirinho pró-legalização no ar… O viés “libertário” vai assim em toda revista, excetuando a Palavra de Vida e mais uns 4 artigos (de 24!).

Mas o motivo dessa reflexão é o nota que elogia a movimento “estudantil” #YoSoy132 (pág. 10). Para essa nova editoria da revista Cidade Nova brasileira, o movimento “estudantil” mexicano #YoSoy132 é um exemplo de “democracia” e de luta por liberdade de expressão. A revista só não fala que o movimento tem orientação radical comunista, dando provas concretas do que pretende: atacar a Igreja Católica e todo conteúdo doutrinal que não coadunar com a agenda marxista.

Por exemplo, o tal movimento “democrático” hostilizou abertamente o cardeal Francisco Robles Ortega, arcebispo de Gualajara-México, que ousou criticar as táticas políticas utilizadas pelo movimento social. Para o movimento elogiado pela revista, o cardeal não pode divergir politicamente da opinião do movimento e merece tomar um pito se assim o fizer.

Outro exemplo é a, como podemos dizer, “simpatia” do movimento com a causa de gênero. O movimento elogiado por Cidade Nova se une à causa gay no México, inclusive indo às ruas para defender a “tolerância” com o erro e a liberdade de opinião. Tolerância e liberdade negadas ao cardeal Francisco, entenderam? Há muitas fotos que demonstram a proximidade dos interesses do movimento “estudantil” e da causa heterofóbica.

Mas há outros temas na pauta do movimento do tal movimento estudantil, que a revista Cidade Nova brasileira fez questão de não citar, como a legalização das drogas, por exemplo. Para os membros do movimento, descriminalizar as drogas (todas!) é um ponto importante na política nacional, visto inquirir os candidatos à presidência sobre o assunto. Na mesma entrevista pode-se ver também a mesma cantilena contra as privatizações que estão em todo discurso comunista quando não estão no poder. Vimos o que aconteceu aqui no Brasil, como o governo está, como eles diriam, “vendendo” o país para as multinacionais.

A verdadeira Cidade Nova é a Jerusalém Celeste, na qual brilham a Justiça e a Paz, que vem de Deus. Toda tentativa de construir aqui neste mundo o Paraíso de nossos primeiros pais sempre trará a marca do Encardido, de Satanás, que os seduziu justamente com essa promessa narcótica e demoníaca, que é a de substituir a Justiça de Deus. E mais: a história – e não só a religião – já demonstrou que toda tentativa de construção de uma cidade perfeita na terra reduziu-se à falatório e a discussões. A imagem de Babel é inconfundível: a cidade nova fundada pelas mãos humanas só leva à mais confusão e mais guerras.

Ah, os que puderem e quiserem podem mandar um email para a Cidade Nova brasileira (a qual já comuniquei do meu descontentamento), mas também a sua matriz italiana: os emails e contatos no facebook são:

1. Revista Cidade Nova brasileira – Atendimento – http://cidadenova.org.br/Atendimento

2. Revista Cidade Nova brasileira – Facebook – http://www.facebook.com/revista.cidade.nova

3. Revista Cidade Nova italiana – Facebook – http://www.facebook.com/cittanuova.it

4. Revista Cidade Nova italiana – Direção – [email protected]

5. Movimento Focolari italiano – http://www.focolare.org/it/scrivici/

Facebook Comments

Livros recomendados

Sabedoria e Inocência – Vida de G. K. Chesterton100 Mensagens para a AlmaSete Mentiras Sobre a Igreja Católica

About the author

Católico Porque...

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.