Protestantismo

Dicionário do mormonismo

[N. do T.: Este dicionário é uma forma mais concisa do que o original que o autor publicou]

Muitos não-mórmons têm dificuldade em ler sobre o mormonismo por causa das muitos termos incomuns usados pelos mórmons (por exemplo “telestial”). Os mórmons também usam termos conhecidos só que de uma forma incomum (“bispo”, “distrito”). Esta lista foi feita para explicar os significados destes termos.
A menos que seja indicado o contrário, a palavra “igreja” por definição significa a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (SUD), comumente conhecidos como a “igreja mórmon”, com sua sede em Salt Lake City, Utah, alegando ter mais de dez milhões de membros.

———————

Ala
Uma congregação mórmon, equivalente a uma paróquia católica, normalmente com 300 a 500 membros, presidida por um bispo secular. Toda ala cobre uma área geográfica exclusiva, e os mórmons devem ser membros da ala onde residem.

As Placas de Ouro 
Segundo Joseph Smith, um antigo registro gravado pelo antigo profeta Mórmon em metal e enterradas por seu filho Morôni em 421 d.C. no monte Cumorah, no estado de Nova Iorque, onde Joseph Smith as desenterrou em 1827 e as
traduziu como o Livro de Mórmon.

Batizar, batismo 

O ritual (com confirmação) por qual uma pessoa se torna um membro da igreja mórmon e é limpo de pecado. É administrado às crianças mórmons quando elas tem oito anos e para todos os convertidos. Requer a imersão completa do corpo na água e o pronunciamento de uma pequena fórmula (Livro de Mórmon, 3 Néfi 11:25). Desde que um batismo válido só pode ser executado por um homem que celebra o sacerdócio mórmon, os mórmons consideram os batismos executados em outras igrejas nulos. Já que o batismo é necessário para a salvação, os mórmons praticam o batismo pelos mortos para terem a oportunidade de serem batizados através da procuração nos templos mórmons.

Bênção do bebê 

Um bebê recém-nascido é apresentado dentro de umas semanas de nascimento a um encontro sacramental, onde vários sacerdotes da ordem de Melquisedeque formam um círculo em torno do bebê, pronunciando uma bênção e lhe dando o nome escolhido pelos pais. Se o pai é digno, participará da pronunciação da bênção. Este é o equivalente ao batismo cristão.

Bíblia 

Os mórmons acreditam que a Bíblia para é “a palavra de Deus até onde for traduzida corretamente” (Oitavo Artigo de Fé). Eles usam exclusivamente a Almeida Corrigida e Fiel (trinitariana), completada pela versão inspirada de Joseph Smith.

Bispo 
Equivalente a um pastor ou auxiliar nas igrejas protestantes, quer dizer, a cabeça de uma congregação (uma ala), só que os bispos são selecionados dos membros da ala, eles não recebem nenhum treinamento (são clérigos leigos), não recebem nenhum pagamento, mas se espera que sejam apoiados e suas famílias sem a ajuda da igreja. Eles geralmente servem de cinco a dez anos.

Brigham Young
(1801-1877) O sucessor de Joseph Smith como presidente da igreja. Com a morte de Smith em 1844, Young levou a maioria dos membros da igreja para Utah.

Capela
O edifício onde uma ala mórmon faz suas cerimônias. Também chamada de “casa da ala”, “casa de encontro” e “igreja”.

Cerimônia de investidura
O mais importante dos rituais realizados no templo, só para os adultos dignos. Envolve rituais de lavagem e consagrações com uma representação teatral da idéia mórmon do plano de salvação de Deus, com vários cumprimentos e senhas secretas, todos vestidos com túnicas especiais (chamadas “vestes do templo” ou “túnica do templo”). Receber sua investidura (ou “tomar sua investura”) é um requisito prévio ao matrimônio do templo. Os mórmons são proibidos de revelar ou discutir a investidura fora do templo. Depois de serem investidos, os mórmons são convidados a participarem o máximo que puderem dos rituais, como procuração para os mortos, que assim podem ascender ao reino celestial.

Céu
Ver Três Degraus da Glória.

Cumorah 
Uma colina perto de Palmyra, Nova Iorque, onde a família de Joseph Smith estava vivendo em 1820, e onde ele achou enterradas as placas de ouro das quais ele traduziu o Livro de Mórmon. Segundo o Livro de Mórmon, este foi também o local da última grande batalha entre os nefitas e os lamanitas durante os quais os nefitas foram exterminados. Hoje é o local onde fazem teatros contando a história mórmon.

Danitas
Um bando de mórmons do ínício da igreja, a quem foram atribuídos muitos atos de violência, inclusive assassinato. A existência da quadrilha não é negada; o apoio que os líderes mórmons lhe davam e as depravações que o grupo realizou são fontes de assuntos muito debatidos.

Desassociação 
Uma forma de disciplina da igreja menos rigorosa que a excomunhão. Imposto por um tribunal da igreja (“tribunal de amor”) para transgressões como adultério. Normalmente por um a curto prazo, como um ano. Os membros desassociados não podem exercer seu  sacerdócio, não podem entrar no templo ou participar do sacramento. Se o membro não mostrar arrependimento durante sua desassociação, pode ser excomungado.

Dispensação 
Os mórmons são dispensacionalistas, quer dizer, eles acreditam que Deus deu (“dispensou”) a verdadeira religião em várias épocas, mas os seres humanos a rejeitaram cada vez que aparecia e por isso era necessário uma restauração (veja restauração) em uma nova dispensação. Os mórmons dão estes nomes às dispensações: 1) Adão; 2) Enoque; 3)  Noé; 4) Abraão; 5) Moisés; 6) os apóstolos de Jesus (a Dispensação do Meio do Tempo); 7)  Joseph Smith (a Dispensação do Fim dos Tempos ou a Última Dispensação).

Doutrina do Adão-Deus

Brigham Young ensinou que Deus o Pai era a mesma pessoa que Adão. A igreja atual nega oficialmente que ele ensinou isto, ou, se ensinou, era só sua opinião, ou uma “falsa doutrina”.

Doutrina e Convênios 
Um das quatro obras padrões das escrituras mórmons; uma coleção das revelações dos profetas da igreja, todas menos algumas do primeiro profeta, Joseph Smith. Dividido em seções “numeradas”. É abreviada como D&C.

Élder 

1) o mais baixo grau do sacerdócio de Melquisedeque para o qual todos os homens mórmons dignos são ordenados antes dos 18 anos ou logo depois; 2) missionário mórmon masculino; 3) um título usado com sobrenome para enviar um missionário ou uma autoridade geral.

Estaca
Uma estaca consiste de várias alas vizinhas, normalmente cinco a dez. Equivalente a uma diocese católica.

Expiação 

Os mórmons acreditam na expiação de Cristo do pecado, mas com limitações. Veja graça e expiação de sangue.

Expiação de sangue
Os mórmons acreditam que há alguns tipos pecados tão graves que a expiação de Cristo não os cobre, mas que o pecador tem que se reconciliar por seu próprio derramento de sangue literal (morte). O assassinato é um pecado deste tipo. No começo, a lista de tais pecados também incluía o adultério e apostasia.

Evangelho 
Quando os mórmons usam este termo, eles querem dizer o mormonismo, inclusive na frase “o Evangelho de Jesus Cristo”. Os mórmons também são acostumados a referir-se individualmente aos quatro evangelhos canônicos (Mateus, Marcos, Lucas e João).

FARMS 
A Foundation for Ancient Research and Mormon Studies (Fundação para Pesquisa Antiga e Estudos Mórmons), o braço apologético oficial da igreja, sediado no campus da BYU. Publica jornais, revistas e livros com o propósito de contradizer os materiais críticos da igreja. O site fica em www.farmsresearch.com.

Filho de Deus 
Os mórmons acreditam que Jesus é literalmente o filho de Deus Pai, espiritual e fisicamente, que seu espírito foi gerado primeiro por Deus na pré-existência e seu corpo carnal também foi depois gerado por Deus Pai, por meio de relações sexuais com Maria. Todos os humanos também têm espíritos criados do mesmo modo que Jesus e por isso todos somos “filhos [espirituais] de Deus ” e Jesus é nosso irmão espiritual.

Irmão 
Os mórmons se dirigem uns aos outros como “irmão” e “irmã“, às vezes com o sobrenome (o “irmão Cardoso”) mas raramente com o primeiro nome. Os mórmons acreditam que  Jesus e Lucifer também são nossos irmãos. Veja Filho de Deus.

Inferno
A doutrina mórmon do inferno é contraditória. O Livro de Mórmon descreve o inferno como um lugar de tormento onde todos os não-cristãos serão mandados. Mas D&C 76 ensina que há um grau relativamente mais ameno do céu para eles (o reino terrestre), e até mesmo para os ímpios (o reino telestial). Só os Filhos da Perdição (os apóstatas do mormonismo) serão condenados a “escuridão exterior” para passarem a eternidade em um tormento com Satanás. (D&C 76:31-38).

Jaredita
Substantivo ou adjetivo. Os jareditas foram um povo no Livro de Mórmon (Éter) que foram levados por Deus para a América, depois da Torre de Babel, e que se exterminaram através de várias guerras na época que o povo de Lehi chegou.

Joseph Smith Jr.
(1805-1844) O fundador do mormonismo, tradutor do Livro de Mórmon, venerado pelos mórmons como um profeta.

Kolob 
Uma estrela distante (não muito bem identificada) onde fica próximo, segundo o Livro de Abraão, capítulo 3:2-9, o planeta no qual Deus mora e de onde ele governa o Universo.

Lamanita
Substantivo ou adjetivo. Referia-se originalmente aos descendentes e seguidores de Laman, um irmão de Néfi (no Livro de Mórmon), que geralmente era injusto contra o nefitas mais justos e que depois os exterminou. A doutrina mórmon afirma que os lamanitas foram os antepassados dos nativos americanos (índios). Assim, os mórmons freqüentemente usam o termo para se referirem aos americanos nativos atuais.

Liahona
Um artefato mágico parecido como uma bússola dado por Deus a Lehi (1 Néfi 16) para guiar a ele e sua família em suas viagens. Também o nome de uma revista da igreja.

Livro de Abraão 
A pretensa tradução de Joseph Smith de alguns rolos de papiro egípcios que entraram em sua posse em 1835. Ele disse que um dos pergaminhos foi escrito pelo Abraão bíblico “por sua própria mão”. A tradução de Smith é hoje aceita como escritura pela igreja SUD, como parte de sua Pérola de Grande Preço. Os egiptologistas modernos também tem traduzido os pergaminhos e eles estão de acordo unânime que os pergaminhos que hoje estão na posse da igreja mórmon são genuínos, mas eles só são pergaminhos de funerais egípcios, completamente pagãos, não tendo nada a ver com Abraão e são de um período de 2000 anos depois de Abraão.

Lúcifer 
Um dos Filhos de Deus, um irmão de Jesus. Na pré-existência, quando o plano proposto de Lucifer para a salvação de homem foi rejeitado pelo Conselho no Céu, ele se rebelou e um terço dos espíritos o seguiu. Ele é o diabo, Satanás. Lucifer representa um papel importante na cerimônia de dom.

Maldição de Caim
A pele escura da raça negra. Os mórmons acreditam que a raça negra é descendente de Caim e sobreviveu ao Grande Dilúvio graças à esposa de Cam, que era negra. Desde 1978 os mórmons raramente discutem esta doutrina, porque foi até essa época que a doutrina da maldição de Caim era a base para a igreja excluir todos os negros de celebrar o sacerdócio ou serem admitidos no templo. Em 1978, porém, esta probição acabou, mas sem qualquer mudança na doutrina.

Manifesto 
O decreto do presidente da igreja Wilford Woodruff em 1890 que anunciava que a igreja já não praticaria mais matrimônios polígamos, terminando oficialmente assim uma prática de quase quarenta anos de poligamia. Muitos mórmons se opuseram a proibição. (Veja fundamentalista e matrimônio celestial.) É publicado na Doutrina e Convênios como Declaração Oficial.

Massacre de Mountain Meadows
A morte de cerca de 150 imigrantes não-mórmons perto de St. George, Utah, em 1857, feito por mórmons locais. A igreja durante muito tempo negou qualquer envolvimento dos líderes mórmons e os historiadores ainda hoje estão debatendo a ligação dos líderes mórmons com o massacre.

Matrimônio celestial 
O matrimônio de um homem e mulher mórmons dignos executados no templo em uma cerimônia que os sela “para toda a eternidade”. Também chamado de “matrimônio do templo”, “matrimônio eterno” e “a nova e eterna aliança [do matrimônio]”. Até o Manifesto (1890) o termo significava matrimônio plural (poligamia). (D&C 132)

Matrimônio plural 
O termo mórmon mais comum para poligamia, a prática de um marido que tem mais de uma esposa ao mesmo tempo. Foi praticado secretamente por Joseph Smith em 1830. Ele apresentou secretamente a prática a seus mais fiéis seguidores em 1840 e produziu uma revelação em 1843 na qual Deus ensinou esta prática como a “a nova e aterna aliança do matrimônio” (D&C 132). A doutrina foi mantida em segredo dos membros da igreja até 1852, quando todos os Mórmon fiéis tiveram autorização para fazer esta prática. A prática caiu no desagrado dos americanos, o que fez com que o governo intervisse com leis rígidas para acabar com esta prática. Finalmente, a igreja relutantemente a abandonou em 1890, embora a própria doutrina ainda continue na igreja. O Matrimônio plural ainda é praticado por muitos fundamentalistas. Veja também matrimônio celestial.

Missão, missionários 
Os Mórmon são ávidos missionários. A maioria dos jovens mórmons (especialmente homens) são chamados quando completam 19 anos a servir em uma missão de tempo integral durante dois anos. Os missionários tem que prover seu próprio sustento. Seu único treinamento é ficar várias semanas em um Centro de Treinamento Missionário (CTM) que também pode ter aulas de língua estrangeira. Os missionários são designados a uma área (também chamada “missão”) dirigida por um presidente de missão, com sede em uma “casa de missão”. Atualmente (2003) há cerca de 60.000 missionários em tempo integral servindo em 330 missões no mundo inteiro. Ao contrário de missionários de algumas outras denominações que são médicos ou professores e cujo objetivo primário é aliviar sofrimento humano em áreas subdesenvolvidas, os missionários mórmons (pelo menos até recentemente) só eram enviados para países industrializados e cristãos, com o exclusivo propósito de fazer proselitismo. Além dos missionários de tempo integral, muitos mórmons são chamados para servir em missões de meio período em suas próprias comunidades (os missionários de ala, antigamente chamados de missionários de estaca ).

Mórmon 
Como substantivo: 1) o nome do antigo nefita que supostamente compilou e editou o Livro de Mórmon e o escreveu nas placas de ouro; 2) um membro da igreja mórmon. Como adjetivo: 1) refere-se à Igreja de Jesus Cristo de Santos dos Últimos Dias ou seus membros; 2) refere-se a qualquer coisa derivada do Livro de Mórmon ou dos ensinos de Joseph Smith. Oficialmente, a igreja repugna o uso do termo.

Mórmon, Livro de 
Publicado em 1830 em Palmyra, Nova Iorque, por Joseph Smith, que pretendia ser uma tradução das placas de ouro dadas a Joseph Smith pelo anjo Morôni em 1827. Afirma ser um registro dos antigos habitantes da América, de cerca de 2200 a.C. a 421 d.C.. Originalmente escrito em egípcio reformado, a edição inglesa atual tem cerca de 521 páginas. Depois da Bíblia, é o segundo ldos quatro livros-padrões dos mórmons. Qualquer cópia gratuita do Livro de Mórmon pode ser obtida de qualquer bispo ou missionário mórmon, ou em quase qualquer sebo. A versão original de 1830 sofreu muitas mudanças feitas em versões posteriores.

Morôni 
No Livro de Mórmon, o filho de Mórmon, o último sobrevivente nefita que enterrou os registros sagrados de seu povo escrito nas placas de ouro, no monte Cumorah e, como um anjo, os guardou até 1827, quando os emprestou a Joseph Smith para tradução. Acredita-se que Morôni é o anjo mencionado em Ap. 14:6-7 (D&C 133:36). Sua estátua, mostrando-o tocando um trompete, está no campanário da maioria dos templos mórmons.

Nascido na aliança 
Crianças nascidas de pais depois que os pais foram selados no matrimônio celestial são automaticamente consideradas seladas a esses pais por toda a eternidade, já que elas nasceram “na aliança [do matrimônio eterno]”. Se os pais só foram selados um ao outro depois de terem os filhos, têm que levar os filhos ao templo para fazer uma cerimônia de selamento, caso contrário eles não serão uma família eterna.

Nauvoo 

Uma cidade em Illinois no rio Mississippi, fundada pelos mórmons depois de fugir do Missouri em 1839. Cresceu depressa, como sede da igreja, sendo na época a maior cidade em Illinois. Foi abandonada pelos mórmons em 1846 depois da morte de Joseph Smith.

Néfi:
Um importante livro de um profeta mórmon. Veja Nefita.

Nefita 
Substantivo e adjetivo. No Livro de Mórmon, um descendente ou seguidor de Néfi, um dos filhos de Lehi que levou sua família de Jerusalém para a América em 590 a.C. Os nefitas  geralmente eram mais justos que seus primos lamanitas, mas foram todos exterminados por eles no monte Cumorah em 421 d.C.

Ordenança
Qualquer ritual no mormonismo, inclusive o batismo, a confirmação, dons (que consistem em numerosas ordenanças, como lavar e ungir), matrimônio do templo. Muitas vezes se usa na frase “as leis e ordenanças do Evangelho”.

Paraíso
Não o mesmo que o céu, mas algo mais parecido com o limbo católico: um lugar onde os mortos esperam por julgamento e ressurreição. Também chamado de “espíritos na prisão”.

Pré-existência 
Os mórmons acreditam que os humanos existiram individualmente antes de nascimento nesta vida, primeiro como “inteligências” e depois como “filhos espirituais” de Deus e uma de suas esposas. Nosso estado nesta vida – seja ter nascido em um estado miserável num país nos tempos primitivos ou  numa boa e próspera família mórmons nos tempos modernos –  depende de como fomos justos em nossa pré-existência. Também veja maldição de Caim e Lúcifer.

Presidente da igreja 
A posição mais elevada na liderança da igreja. O presidente e seus dois conselheiros  compõem a Primeira Presidência. É considerado um “profeta, vidente e revelador”. Ele ocupa o cargo por toda a vida. Atualmente, depois da morte de um presidente, a Primeira Presidência é dissolvida e o membro sênior do Quorum dos Doze sucede ao cargo.

Primária 
Primária é uma organização auxiliar da igreja para crianças da pré-escola aos doze anos. A primária se encontra todos os domingos durante o bloco de domingo.

Profeta 
Uma pessoa por quem Deus supostamente fala com o mundo. Os mórmons acreditam que Deus inspirou os profetas com su as mensagens todas as vezes, em todos as dispensações. Os mórmons acreditam que o fundador da igreja Mórmon, Joseph Smith, Jr., foi um profeta do mesmo nível d os profetas bíblicos, e que cada um dos seus sucessores como presidente da igreja Mórmon era também um profeta, como p presidente atual é chamado de ” o profeta vivo”. Embora os profetas bíblicos e Joseph Smith fizeram muitas profecias (predições de eventos futuros), alguns profetas mórmons nos últimos cem anos também fizeram. Mas hoje eles se restringem a dar conselhos e falar de assuntos doutrinais. Os apóstolos modernos também são considerados profetas. Até os anos sessenta, quando os mórmons usaram o termo ” o Profeta “, eles geralmente estavam se referindo a Joseph Smith. Hoje em dia, o termo é também usado para significar ” o profeta vivo “, i.e., o presidente atual da igreja. As crianças da escola primária aprendem uma canção chamada ” Siga o Profeta – ele conhece o caminho “!, querendo dizer que o presidente da igreja diz o que você tem que fazer.

Quiasmos
Um dispositivo literário visto no Velho Testamento. O fato que também é encontrado no Livro de Mórmon é muito usado por apologistas mórmons como evidência de sua origem antiga, embora este esquema literário também apareça muito em outros livros modernos.

Quórum 
Grupo organizado de homens ou rapazes que possuem o mesmo ofício no sacerdócio.A maioria dos quóruns são governados por um presidente e dois conselheiros.

Quórum dos Doze 
Organização composta por doze apóstolos que são escolhidos como testemunhas especiais de Cristo para o mundo. O Quórum dos Doze Apóstolos torna-se o corpo presidente da Igreja no caso da morte do profeta, até que um novo presidente da Igreja seja escolhido e ordenado.

Ramo
Uma congregação da igreja, normalmente em uma missão onde não há muitos membros para formar uma ala. É presidido por um “presidente de ramo” em vez de um bispo, que é supervisionado pelo presidente da missão em vez do presidente da estaca.

Restauração 
Os mórmons acreditam que a igreja estabelecida por Cristo e os apóstolos logo entrou em apostasia, e que por isso era necessário Deus restabelecê-la. A igreja fundada por Joseph Smith é esta restauração, freqüentemente chamada de ” restauração do evangelho nestes últimos dias”. Veja dispensação. O termo “igrejas da restauração” se referem a todas as seitas do mormonismo (da qual há mais de 200) que surgiu dos ensinos de Joseph Smith e o Livro de Mórmon. A Igreja Reorganizada é a maior, depois da igreja de Salt Lake City.

Revelação 
Os mórmon acreditam “revelação contínua”, i.e., que Deus está atualmente revelando importantes verdades ao profeta vivo, em contraste com a maioria dos cristãos que dizem que tudo que foi necessário ser revelado já foi quando o cânon da Bíblia foi fechado.

Sacerdócio 
A autoridade para agir no nome de Deus realizando os rituais (ordenanças) e outros ofícios religiosos. Só pode ser obtido através da ordinação da imposição das mãos por um que já celebre o sacerdócio. Os mórmons acreditam que só os mórmons celebram o verdadeiro sacerdócio. Os rapazes dignos de 12 anos para cima são ordenados para algum ofício (grau) no sacerdócio. O primeiro (mais baixo) é o sacerdócio Aarônico, o mais alto é o sacerdócio de Melquisedeque. Cada ofício inclui toda a autoridade dos ofícios mais baixos. As mulheres não podem celebrar o sacerdócio. Negros, homens ou mulheres, eram proibidos de ter o sacerdócio até 1978. Veja maldição de Caim.

Sacerdócio Aarônico 
Ver também Sacerdócio. Todos os homens mórmons dignos são ordenados ao Sacerdócio Aarônico quando completam 12 anos. Os três ofícios do Sacerdócio Aarônico são, em ordem de ordinação, diácono (12 anos), mestre (14 anos) e sacerdote (16 anos). Seus direitos e deveres são simples: os diáconos distribuem o sacramento nas reuniões; os mestres acompanham os professores adultos, os sacerdotes abençoam o sacramento nas reuniões.

Sacerdócio de Melquisedeque 

O mais alto dos dois sacerdócios mórmons (o outro é o sacerdócio de Aarônico). Os graus (ofícios) são: apóstolo (mais alto), sumo sacerdote, élder. Até recentemente também havia o ofício de setenta entre o sumo sacerdote e élder, mas que este cargo já não é concedido. Todo adulto mórmon digno é ordenado para algum cargo no sacerdócio de Melquisedeque.

Sião
Além do significado bíblico do nome, Sião (ou Cidade de Sião, ou Novo Sião) é usado com vários significados no mormonismo: 1) Município de Jackson, Missouri (D&C 57:1-3, 84:2-3, 101:17-20); 2) Utah; 3) onde quer que os mórmons estejam; 4) América do norte e do Sul; 5) a igreja (D&C 97:21); uma das douas capitais futuras (com Jerusalém) do próximo Reino de Deus (Is. 2:3). O nome muitas vezes aparece nos nomes de repartições comerciais de Utah: O Banco de Zion, Z.C.M.I. (a Instituição Mercantil Cooperativa de Zion, a loja de departamentos mais velha de Utah).

Sumo Sacerdote 
O mais alto grau no sacerdócio de Melquisedeque, para o qual a maioria dos homens mórmons podem ser ordenados (o cargo de apóstolo é o mais alto). A maioria dos mórmons dignos de 35 são sumos sacerdotes.

SUD 
Abreviação para Santos dos Últimos Dias (mórmons), do nome oficial da igreja: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias; usado como um adjetivo ou um substantivo.

Teoria de Spalding 
Também conhecida como Spaulding. Uma teoria que diz que uma das fontes para Smith escrever o Livro de Mórmons foi um manuscrito inédito de um romance escrito por Salomão Spalding.

Três Degraus da Glória 
O Céu, que tem três níveis ou graus: o celestial (mais alto), o terrestre, e o telestial (mais baixo). Veja D&C 76.

Templo 
Os edifícios mórmons mais sagrados são os templos. Só as ordenanças especiais são realizadas ali, inclusive dons, selamentos (inclusive matrimônios do templo) e batismos para os mortos. Só os mórmons dignos são merecedores, apresentando uma recomendação do templo. Há mais de cem templos mórmons hoje, a maioria nas principais cidades do mundo e em muitas cidades menores nos Estados Unidos. A única coisa que templos mórmons têm em comum com os templos descritos na Bíblia é o nome.

Urim e Tumim 
Também chamados de “intérpretes” no Livro de Mórmon, e às vezes se referem a uma pedra de vidente, especialmente a pedra possuída por Joseph Smith. Na linguagem mórmon, eles são descritos como duas pedras transparentes começadas uma armação curva prendida a uma placa peitoral que, quando usada pelo vidente, lhe permitia ver pelas pedras e interpretar escritos em línguas estrangeiras. Joseph Smith obteve os intérpretes antigos quando recebeu as placas de ouro dadas por Morôni, que depois as levou de volta. Embora a história oficial mórmon diga que Smith usou o Urim e Tumim no peito para traduzir o Livro de Mórmon, testemunhas da época diziam que usava as mesmas pedras de vidente para procurar tesouros escondidos. A pedra de vidente de Smith ainda está na posse da igreja.

Versão Inspirada
Uma revisão da Bíblia King James (a maior Bíblia inglesa) feita por joseph Smith, para corrigir algumas falhas de tradução. A Igreja Reorganizada mórmon sempre usou esta versão como sua Bíblia. É também chamada de Tradução Joseph Smith (TJS).


Livros recomendados

O Livro dos Atos dos Apóstolos – Cadernos de Estudo BíblicoO Livro do Gênesis – Cadernos de Estudo Bíblico100 Mensagens para a Alma

About the author

Veritatis Splendor