Espaço do Leitor

Membro da cese contesta luta do vs contra dvd da cf2008.

Leitor: Dimas Galvão

Mensagem
========

Estranho que essa “honrosa” organização lance uma nota assinada só por homens. Cadê as mulheres?

Sou católico e não sou contra a veiculação desse DVD, aliás, já o conheço e conheço muita gente que está vendo e divulgando. Então, por favor, não falem em nome de todos os católicos. Há uma multidão deles, engajados, atuantes, que pensam diferente dos senhores.

Sr. Dimas Galvão, a Paz de Nosso Senhor!

O Veritatis Splendor não é uma organização (pois não somos pessoa jurídica), é um apostolado. O senhor sabe o que é um apostolado católico? Como católico que o senhor diz ser, deveria saber. Mas se não sabe, lhe dou a oportunidade de sabê-lo: “Uma vez que, como todos os fiéis, através do batismo e da confirmação, são destinados por Deus ao apostolado, os leigos, individualmente ou reunidos em associações, têm obrigação geral e gozam do direito de trabalhar para que o anúncio divino da salvação seja conhecido e aceito por todos os homens, em todo o mundo; esta obrigação é tanto mais premente naquelas circunstâncias em que somente através deles os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo” (c. 225, §1º do Código de Direito Canônico)(grifos meus).

O senhor nos qualificou de forma irônica (“honrosa”). Deus sabe se merecemos ou não tal juízo. Aliás, muitas vezes os irônicos que visam o escárnio dos outros, ironicamente acabam por falar a verdade que gostariam que fosse mentira, a exemplo do que fizeram os soldados romanos que torturaram o Senhor: “Depois, trançaram uma coroa de espinhos, meteram-lha na cabeça e puseram-lhe na mão uma vara. Dobrando os joelhos diante dele, diziam com escárnio: Salve, rei dos judeus!” (Mt 27,29).

Pelo menos os soldados romanos não se travestiam de cordeiros. Tenho certeza que no Sagrado Coração de Jesus, dói muito mais os golpes de gente que se traveste de filho da Igreja. Pois como alguém que me diz: “Sou católico” pode apoiar a veiculação de um DVD que possui ataques ao ensino BIMILENAR da Santa Igreja, ensino este que não foi inventado por ela, mas a ela confiado por Cristo e Seus Santos Apóstolos?

Será que o senhor não leu no Evangelho as palavras de Cristo aos pastores da Sua Igreja? Então leia atentamente: “Quem vos ouve, a mim ouve; e quem vos rejeita, a mim rejeita; e quem me rejeita, rejeita aquele que me enviou” (Lc 10,16).

Poderia me mostrar onde estão fundamentadas as suas concepções? Tenho certeza que na doutrina da Igreja é não estão. Estou errado? Então como pode me dizer que é católico?

Toda a sua contestação se baseia no fato de que nenhuma mulher assinou nossa carta à CNBB? Ora, primeiro fique claro que não temos qualquer reserva no ingresso de moças ou senhoras ao nosso apostolado. Segundo, não é preciso ser mulher para defender e ensinar o que a Igreja sempre ensinou. Então os apóstolos não poderiam pregar o Evangelho porque eram homens? E nem os seus sucessores? E nem os Santos varões? Pior: Jesus deveria ter nascido mulher para cumprir a sua Missão? Está claro os indícios da doutrina que o senhor professa, que já sabemos não ser a católica, mas a do Feminismo, fruto funesto da Revolução Francesa, árvore maldita esta que trouxe tantos danos à humanidade, especialmente o indiferentismo religioso.

Indiferentismo este, aliás, promovido pela entidade da qual o senhor é membro. Pois no próprio site da “Coordenadoria Ecumênica de Serviços-CESE” (1), no item “Princípios éticos” lê-se: “Valorização da diversidade religiosa e do diálogo intereclesial e inter-religioso“. Ora, isso é sincretismo religioso e é também a forma mais disfarçada do indiferentismo religioso.

O senhor continua sendo membro do Conselho Gestor do “Fundo Ecumênico de Solidariedade” ligado à Cáritas Brasileira (2)? Então responda:

Será que o dinheiro doado pelo Fundo está mesmo ajudando a promover o Santo Evangelho de Cristo entre os menos favorecidos? Pelas posições nada católicas que o senhor defende, parece-me que não…

É uma pena ver que membros da Igreja brasileira estejam tão impregnados por doutrinas notoriamente contrárias ao que sempre ensinou a Igreja, quando deveriam estar convertidos ao Evangelho da Vida; pois foi o Evangelho que Nosso Senhor Jesus mandou a Igreja pregar (cf. Mc 16,15) e não o marxismo, feminismo, liberalismo, sincretismo etc.

Espero sinceramente que o senhor repense suas atuais posições e venha a ser um dia REALMENTE o que erroneamente afirma ser hoje: católico.

Em Cristo,

Prof. Alessandro Lima.

—–

Notas:

(1) http://www.cese.org.br

(2) Fundo que financia as ações incentivadas pela Campanha da Fraternidade. Ver em http://www.cnbb.org.br/index.php?op=pagina&chaveid=240a000028.


Facebook Comments

Livros recomendados

A Imortalidade Da Alma & A Razão Superior e InferiorHeregesSócrates Encontra Marx

About the author

Veritatis Splendor

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.