Alguns chefes de Israel acusaram Jesus de agir contra a Lei, contra o templo de Jerusalém, e em particular contra a fé no Deus único, porque Ele se proclamava Filho de Deus. Por isso, O entregaram a Pilatos, para que O condenasse à morte. Ali, acusaram-No de perturbar a nação com os Seus discursos, impedir o pagamento do tributo ao Imperador romano e de Se auto-intitular rei.

Facebook Comments

Livros recomendados

Sermão da montanha, OA Selva – Sobre o SacerdócioOrar com os Salmos