– “Já existia a graça santificante no Antigo Testamento?”

Os justos do Antigo Testamento possuíam, sim, a graça santificante. Pelos sacramentais — ou meios de santificação — que lhes ofereciam a eles a Lei mosaica e seus precedentes (a circuncisão, os lugares santos dos Patriarcas), eles obtinham a remissão do pecado original e a amizade com Deus; esta acarretava o revestimento de sua alma pelo hábito da graça santificante.

Houve, sem dúvida, almas profundamente piedosas e unidas a Deus no povo de Israel, almas, portanto muito ricas de graça. Está claro, porém, que o dom divino lhes era outorgado em vista dos futuros merecimentos de Cristo, de sorte que Este fica sendo o grande Centro da História, a Cabeça de todos os homens.

 

  • Fonte: Revista Pergunte e Responderemos nº 1:1957 – mar-abr/1957.

 

Facebook Comments

Livros recomendados

Doutor FaustoHá um Outro MundoMeditações para a Páscoa e Pentecostes