Se, como Jesus disse, devemos ser batizados para entrar no Reino de Deus como mostra Jo 3,5, então como pôde o ladrão na cruz (Lc 23, 40-43) ser salvo?

Várias possibilidades:

  1. O ladrão poderia já ser batizado e nós não temos como saber. Várias pessoas receberam o batismo das mãos dos apóstolos (Jo 3:22-4:3 — note como isto é enfatizado na conversa em que Jesus reafirma na necessidade do batismo).

  2. A idade cristão ainda não iniciara, e o batismo cristão ainda não poderia ser cobrado.

  3. De qualquer modo o ladrão claramente recebeu o batismo de desejo. Ele desejou fazer de tudo para ficar ao lado de Jesus e ser salvo; havia uma impossibilidade física que o impedia de fazer qualquer coisa na cruz.

Qualquer uma destas razões, e especialmente as duas últimas, são suficientes para mostrar como o ladrão pôde ser salvo.

É de certa forma impressionante como os fundamentalistas buscam neste fato uma prova da não necessidade do batismo. A Igreja Católica nunca considerou isto como um problema pois seu sentido é por demais óbvio. Tais pesoas revelam um profundo desentendimento acerca da Palavra de Deus, não compreendendo suficientemente tal ensinamento.

Tradução Rondinelly Ribeiro.


Facebook Comments