Espaço do Leitor

Pergunta sobre a ciência e matrimônio dos justos após a morte

[Leitor autorizou a publicação de seu nome no site] Nome do leitor: Luiz Gustavo
Cidade/UF: São Gonçalo / RJ
Religião: Católica

Mensagem
========

Bom dia, a paz de Jesus.

Tenho 25 anos, sou Católico desde dos 12 anos. Admiro muito o trabalho de vocês e nas minha orações sempre lembro de pedir pela continuidade desse trabalho. Tenho uma dúvida que me assola e não encontro respostas concretas, vamos lá:

Quando morremos e vamos para o céu não conhecemos mais nossos entes, amigos, as pessoas que gostamos? Por exemplo, minha esposa, na morte nos separaremos? Com a morte nunca mais veremos nossos conhecidos, mesmo que eles estejam também no céu?

Desculpa se pergunta semelhante já foi respondida, não tive tempo de procurar em todo site.

Desde já obrigado e fiquem com Deus.

Caríssimo Gustavo, a Paz de Nosso Senhor!

Sua pergunta envolve dois aspectos. O primeiro seria se após a morte os cônjuges continuam casados. O segundo se após a morte deixamos de conhecer as pessoas que conhecemos.

Quanto ao primeiro caso, após a morte marido e mulher deixam de ser cônjuges. A lei do matrimônio vale apenas enquanto vivem os dois na terra. Por isso o sacerdote diz: “até que a morte os separe”. Caso contrário, seria adultério a viúva ou viúvo contrair novo matrimônio. Sobre isso nos ensinou S. Paulo:

Ignorais, irmãos (falo aos que têm conhecimentos jurídicos), que a lei só tem domínio sobre o homem durante o tempo que vive? Assim, a mulher casada está sujeita ao marido pela lei enquanto ele vive; mas, se o marido morrer, fica desobrigada da lei que a ligava ao marido. Por isso, enquanto viver o marido, se se tornar mulher de outro homem, será chamada adúltera. Porém, morrendo o marido, fica desligada da lei, de maneira que, sem se tornar adúltera, poderá casar-se com outro homem” (Rm 7,1-3).

Quanto ao segundo caso, os mortos não deixam de conhecer aqueles que conheceram. No céu e no mundo que há de vir (quando ressuscitarmos) reconheceremos aqueles que foram nossos amigos, familiares etc. Talvez você esteja fazendo confusão por causa da seguinte passagem do Santo Evangelho: “Jesus respondeu: Os filhos deste mundo casam-se e dão-se em casamento, mas os que serão julgados dignos do século futuro e da ressurreição dos mortos não terão mulher nem marido” (Lc 20,34-35).

Como é possível perceber, este ensinamento do Senhor está relacionado ao que ensinou S. Paulo. Jesus ensina que os “julgados dignos do século futuro e da ressurreição dos mortos não terão mulher nem marido” exatamente porque a lei do matrimônio vale apenas para a vida terrena, logo não possui efeitos para a vida futura.

Espero tê-lo ajudado.

Em Cristo,

Alessandro.

Veja também  Posso casar-me na Igreja com um divorciado que já se casou na Igreja?

Livros recomendados

A Virgem Nossa SenhoraA “Pequena via” para DeusCoração de Cristo, O





About the author

Veritatis Splendor